É amor…

 É amor…

 

Quando não é preciso fingir ser outra pessoa, para tentar agradar!

É poder mostrar quem realmente é, sem medo que o outro se vá.

É sentir-se à vontade para falar sobre qualquer assunto,

Sem ter que preocupar-se com aceitação, ou não!

Amar é sentir-se livre, mesmo estando acompanhado.

O amor é paciente, compreende e nunca desiste!

Amar sozinho, é dor!

Pode ser uma dor tão doída, capaz de perfurar a alma, levando a lugares escuros.

Muitos pensam que é amor, quando, na verdade, é apenas capricho!

Desejam o que não têm!

Desejam até conseguir, depois desfazem-se.

O amor pode causar felicidade ou a morte!

Pois, amar não é questão de estar junto,

É saber que mesmo separados, para sempre estarão ligados!
image1Imagem: Acervo pessoal.

Olá! Sou a Ana Paula, estudante de letras, polo Esteio. Sou formada do magistério e apaixonada pelo Romantismo. A escrita foi a forma que eu encontrei de desabafar em meias palavras, de forma que as coisas não façam muito sentido. Só assim, eu me sinto melhor! 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Junipampa