Anarquismos, Pós-escolarização & Resistências: Conversações com Paulo Lisandro Amaral Marques

Leituras Indicadas

A seguir o leitor irá encontrar referências não só aos textos mencionados diretamente na entrevista, mas também àqueles que identificamos que, de alguma maneira, estiveram presentes como subtexto do diálogo e fornecem uma chave de leitura para as discussões.

 

ARANTES, Paulo. O novo tempo do mundo e outros estudos sobre a era da emergência. São Paulo: Boitempo, 2014. Disponível em: <https://goo.gl/2g4JJz>.

BAKUNIN, Mikhail. A Instrução Integral (1869). In: BAKUNIN, Mikhail. Obras Escolhidas. Organização e tradução de Plínio Augusto Coêlho. São Paulo: Hedra/ Editora Imaginário, 2015.

BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. A Reprodução: Elementos para uma Teoria do Sistema de Ensino. Tradução de Reynaldo Bairão. 7ª edição. Petrópolis: Editora Vozes, 2008. Disponível (em outra tradução) em: <https://goo.gl/RvHJyM>.

CAMUS, Albert. O homem revoltado. Tradução de Valerie Rumjanek. 9ª. ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2011. Disponível em:  <https://goo.gl/bo7owd>.

CARVALHO, Alexandre Filordi de; GALLO, Silvio. (orgs). Repensar a educação: 40 anos após Vigiar e Punir. Coleção Contextos da Ciência. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2015.

CODELLO, Francisco. A Boa Educação: Experiências libertárias e teorias anarquistas na Europa, de Godwin a Neill. Volume 1: A Teoria. São Paulo: Editora Imaginário, 2007. Prefácio disponível em: <https://goo.gl/tSmw5K>.

COLSON, Daniel. Nietzsche e o Anarquismo. Tradução de Martha Gambini. Verve, Revista semestral autogestionária do Nu-Sol. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. n. 13. 2008. Disponível em: <https://goo.gl/6r7s3N>.

FAURE, Sèbastien. La Ruche. Una experiência pedagógica. Madrid: La Malatesta Editorial, 2013.

FEYERABEND, Paul. Contra o método. Tradução de Cezar Augusto Mortari. São Paulo: Editora UNESP, 2007. Disponível em: <https://goo.gl/vVFE9a>.

FOUCAULT, Michel. A Coragem da Verdade: O governo de si e dos outros II. Curso no Collège de France (1983-1984). Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2011.

GADOTTI, Moacir. História das Idéias Pedagógicas. São Paulo: Ática, 2011. Disponível em: <https://goo.gl/yy1qzf>.

GALLO, Silvio. Pedagogia Libertária: Anarquistas, Anarquismos e Educação. São Paulo, Imaginário, 2007.

GALLO, Silvio. Politecnia e Educação: a contribuição anarquista. Pro-Posições. v. 4. n. 3. Novembro, 1993. Disponível em: <https://goo.gl/UumcJA>.

ILLICH, Ivan. Sociedade Desescolarizada. Tradução de Luciana Reis. Porto Alegre: Deriva, 2007. Disponível (em outra tradução) em: <https://goo.gl/MBhc4m>.

PASSETTI, Edson; AUGUSTO, Acácio. Anarquismos & Educação. Coleção Temas & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

NIETZSCHE, Friedrich. Escritos sobre educação. Tradução, apresentação e notas de Noéli Correia de Melo Sobrinho. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Loyola, 2003. Disponível em: <https://goo.gl/QsNLLd>.

NIETZSCHE, Friedrich. A Gaia Ciência. Tradução, notas e posfácio de Paulo César de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

NIETZSCHE, Friedrich. Humano, Demasiado Humano. Um Livro Para os Espíritos Livres. Tradução, notas e posfácio de Paulo César de Souza, 2000.

NÓVOA, António. Os Professores na Virada do Milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 1, p. 11-20, jan./jun. 1999. Disponível em <https://goo.gl/XxrpA6>.

OLIVO, Pedro García. Escritos Afugentáveis I. O Educador Mercenário: Por uma crítica radical das escolas da democracia. Tradução de Paulo Lisandro Amaral Marques. União da Vitória, PR: Editora Artesanal Monstro dos Mares, 2017.

RÉCLUS, Élisée. Anarquia pela Educação. Tradução de Plínio Augusto Coêlho. Introdução de Philippe Pelletier. Coleção Estudos Libertários. São Paulo: Hedra, 2011.

RECLUS, Élisée; KROPOTKIN, Piotr. Escritos sobre Educação e Geografia. Tradução de Rodrigo Rosa da Silva, Guilherme Amaral e Adriano Skoda. São Paulo: Editora Biblioteca Terra Livre, 2014. Disponível em: <https://goo.gl/3ZP4UG>.

STIRNER, Max. O Falso Princípio da Nossa Educação. Introdução de Jean Barrué. Tradução de Plínio Augusto Coêlho. São Paulo: Imaginaŕio, 2001.

WARD, Colin. Anarchy in Action. London: Freedom Press, 1996.  Disponível em: <https://goo.gl/vzn1h7>.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *