Coluna da Mariane

IMG_20180607_145746_612

Por Mariane Rocha

Balanço de leituras de meio de ano! 

 

Hello leitores,

Então, já estamos na metade de 2019 e, de tempo em tempo, eu gosto de parar e dar uma refletida sobre leituras que venho fazendo, observar quais gêneros que leio mais, quais autores, suas nacionalidades, etc.

Este está sendo um ano, devo confessar, de poucas leituras. Em uma rotina de aulas, entre elas, aulas de literatura, muitas vezes me vejo relendo livros que já li, para discuti-los com os alunos. Não é um problema para mim, que amo releituras, mas sempre fica aquela sensação que não estou lendo muito.

Assim, enquanto em julho de 2017 eu já havia lido 17 livros e na mesma data em 2018, foram 19 (!!), em 2019 foram apenas 8. Quantidade não diz muito sobre nossa experiência leitora e números são, no fim das contas, apenas números, mas sei que estou lendo pouco porque seguidamente me vejo sentindo falta de estar conectada com alguma leitura.

Mas enfim, já que estamos nos números, vamos às análises. Dos 8 livros lidos, apenas 2 foram brasileiros, o que também é novidade para mim, já que sou apaixonada pela literatura brasileira e, normalmente, essa é a nacionalidade predominante dentre minhas escolhas. Isso aconteceu, claro, porque 4 livros, da minha curta lista de livros lidos, foram livros enviados pela TAG, e o clube normalmente envia livros de outras nacionalidades. Além disso, 5 foram escritos por mulheres, então por aqui segue tudo conforme o usual, já que sempre tento equilibrar autores homens e autoras mulheres.

Talvez o mais surpreendente, pra mim, seja que dos 8 livros lidos, eu classifiquei 5 deles com nota máxima (sempre avalio minhas leituras de 0 a 5). Digamos que não sou a pessoa mais fácil do mundo para literatura e raramente eu classifico um livro com notas tão boas. Isso me mostra, então, que talvez justamente pelo pouco tempo livre que eu tenho, venho escolhendo minhas leituras mais criteriosamente e tenho concluído apenas aquelas leituras que realmente conversam comigo – não tenho nenhum problema com abandonar leituras, então ao longo desses meses, comecei e parei diversos livros que, é claro, não constaram na lista dos livros lidos.

No top 3 dos meus livros preferidos no primeiro semestre do ano, estão  O peso do pássaro morto, de Aline Bei, O coração é um caçador solitário, de Carson Mccullers e O sentido de um fim, de Julian Barnes. Em breve pretendo falar deles por aqui e explicar para vocês por que eles já estão na lista dos melhores do ano. 

E vocês, o que têm lido? Como foram as leituras até a metade do ano? Quais são os planos para o próximo semestre? Tirar um tempinho para refletir sobre nossas leituras pode nos ajudar a descobrir bastante sobre nossos hábitos, gostos e interesses, assim como nos ajudar a redirecionar nosso tempo e foco para aquilo que realmente nos move. :)

um beijo e até a próxima coluna,

Mariane 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Junipampa