Inocência

INOCÊNCIA

Tão pueris os sentimentos
Vontade de ser criança para sempre.
Mas a vida, mãe ponderada
Encaminha para o crescimento
Tão belo o mundo sem maldade
Forjado na inocência de quem crê no ser humano.
Brilhando a cada descoberta
Despertando para a realidade encoberta.
Ah vida pueril!
Quem me dera te carregar comigo
Na minha valise repleta de esperanças e sonhos.
Crescer e quando pudesse me refazer ao te abrir!!
Autoria: Cleuza Silveira.

 

Junipampa