Eu como vereadora

IMG-20191025-WA0023                                                                                                                                     Foto: Nina Boeira

Tudo começou quando a professora Flávia (minha professora de português) me contou do concurso para concorrer a vereador e prefeito mirim da cidade. Pensei muito a respeito disso…

Eu disse a seguir:

– Bom…Vou aceitar! – Falei pensativa…

Meio insegura, a professora Flávia perguntou-me se estava preparada para a prova.

Logo disse:

-Talvez, para tudo tem uma primeira vez! Aliás, estou ansiosa para saber a data da prova, a senhora já sabe?

-Sim…Será dia 23 de maio, ou seja, daqui uns 20 dias.

Tinha 20 dias para estudar minha cidade (Lavras do Sul RS). Estudei Lavras em geral, a história, a geografia da cidade, os deveres e direitos dos vereadores e dos prefeitos.

Enfim, chegou o dia da prova. A prova não foi na minha escola, e sim na escola Dr. Cláudio. Estava nervosa, ansiosa, com dúvida sobre a nota, me perguntando se ia saber tudo… Pouco antes de receber a prova, a professora Flávia entrou na sala e me avisou que a prova teria 50 questões.

Após receber a prova, tinha questões sobre o que estudei. Nem tava tão difícil como em meus pensamentos, acabei rápido e sem muita dificuldade…

Ao passar cinco dias, recebi a notícia de que havia sido aprovada para uma entrevista, que era a segunda etapa do concurso. A professora Flávia veio me parabenizar pela prova… Minha diretora me pediu para fazer propostas de projetos e descrever as ideias.

Fiz o que foi solicitado pela minha diretora. Estudei minhas propostas, mas a ansiedade e o nervosismo me atrapalharam um pouco!

Fui entrevistada por três professores. Apesar de tudo, foi um ótimo “bate papo”. Rapidamente concluí as respostas das perguntas que me fizeram. Adorei a entrevista, fiz o que gosto: falar muito (sim, sou bem falante)… Fui aprovada.

Para minha surpresa, o dia da posse na Câmara de vereadores se aproximou. Enfim chegou o grande dia, minha família estava eufórica assim como eu! Estava ansiosa pra conhecer a Câmara de vereadores.

Arrumei meus cabelos loiros, destaquei meus olhos azuis como o mar….

Quando cheguei naquele lugar diferente, me senti importante! Conheci cada canto lá. Lugar grande, pessoas trabalhando, cheiro de café nos corredores.

Chegou a hora, quando me chamaram para entregar o diploma, o vereador me entregou junto uma rosa e um livro de vereadores. Fotografamos o momento, sentei do lado de meu acompanhante (um vereador), a sessão transcorreu como de costume.

Ao final me convidaram pra visitar o gabinete, participar das sessões e expor minhas ideias.

Escrito por: Gabriele Teixeira

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Junipampa