Passageiro sombrio

Por: Ana Paula Ramos Medeiros.

Polo-Uab-Esteio.

E, de repente, estava eu lá

Olhando para tudo o que deixei para trás

Dor, sofrimento, dificuldades e todos os meus sonhos.

De repente estava eu ali

Me culpando pelo presente, sofrendo pelo passado

Sentindo um buraco na alma que, sabera, nunca irá ser preenchido!

Era um looping infernal, que estendeu-se por meses

Sem que a dor cessasse, memórias já apagadas

Tornavam-se presente, causando mais dor.

Seria a morte a solução?

Parecia a única saída para acabar com tudo!

Mas será que realmente a dor teria fim?

Então comecei a pensar melhor, e guardei meu passageiro sombrio no armário.

Mesmo sabendo que, às vezes, ao mexer em algumas bagagens,

Ele irá aparecer!

Esse passageiro, é um pedaço de minha alma

Sei que ele não pode mais fazer parte de mim!

Então seguirei… Incompleta, tentando esconder a dor!

imagemChamo-me Ana Paula Medeiros. Tenho 32 anos e sou mãe de 2 meninas lindas. Cursei o magistério e acabei me apaixonando por lecionar, então, resolvi cursar Letras. No momento dou aulas particulares de reforço, mas pretendo assim que a pandemia passar, prestar concurso. Também tenho planos de escrever um livro.

Comentários
  1. Luciana
  2. Giliane

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Junipampa